PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Santo do dia: Nossa Senhora da Salette


A vila de La Salete está situada na região sul da França, junto dos Alpes, e pertence ao município de Isere. No dia 18 de setembro de 1846, o menino Maximino Giraud, de 11 anos, atendeu ao pedido do pai e se juntou a Melania Calvat, de 15, para ajuda-¬la a pastorear.

Era o dia 19 de setembro, próximo das três horas da tarde. Eles haviam almoçado embaixo da sombra de uma árvore ao lado de um riacho, enquanto o gado bebia água. Aquele era um dia de muito sol, estava abafado e, sem perceber, adormeceram. Ao despertar, Melania se assustou por não ver nenhum dos animais. Chamou Maximino e correram montanha acima, de onde avistaram todo o rebanho pastando no vale.

Na descida, no meio do caminho, Melania alertou o companheiro para uma luz que se movia sobre uma pedra. Atraídos e intrigados, foram examinar o que se passava. Viram que a luz emanava de uma linda Senhora em cuja cabeça havia uma bonita coroa de ouro. Ela estava sentada e chorava com o rosto entre as mãos, apoiadas pelos cotovelos nos joelhos. Os dois ficaram parados com medo, mas a Senhora suavemente se levantou e, de pé sobre a pedra, com os braços cruzados, disse-lhes:

"Aproximem-se, meus filhos, não tenham medo: estou aqui para lhes comunicar uma grande notícia". 

A doce voz da Santa Virgem tranquilizou os pastorzinhos, que foram ao seu encontro. Sempre chorando, e após se queixar da ingratidão e infidelidade dos cristãos para com o plano de Salvação do seu filho Jesus, disse que a França e a humanidade viveriam dias muito difíceis. Pediu aos dois que rezassem bastante, o Pai Nosso e a Ave Maria, e a cada um confiou um segredo. No final, se despediu com essas palavras: "Meus filhos, haveis de comunicar isto a todo o meu povo". 

Então ela se dirigiu ao cume da montanha sem deixar uma pegada na relva, seguida por Melania e Maximino. Lá, Nossa Senhora se elevou e, flutuando no ar, olhou para os dois lados e depois para os dois pastores. A sua luz a envolveu como um globo e Ela subiu, desaparecendo no alto do céu. 

Melania e Maximino contaram sobre a aparição aos seus pais e ao pároco. A notícia se espalhou na vila. No dia 21 de setembro, o primeiro grupo de romeiros foi até a pedra onde Maria aparecera e viram que dela jorrava uma fonte de água límpida. Logo muitos milagres e graças foram atribuídos à água. O Papa Pio IX reconheceu a aparição e aprovou essa invocação mariana em 1851. Mais tarde, o mesmo pontífice anunciou os dois segredos entregues aos pastorzinhos. "Estes são os segredos de La Salette: se o mundo não se arrepender, perecerá". 

Em 1852, foi erguido um Santuário dedicado a Nossa Senhora, junto à fonte na montanha  de La Salete. Para atender a essa obra, o bispo local fundou a Congregação dos Missionários e Irmãos de Nossa Senhora de La Salete sob o carisma das mensagens deixadas: pregação, conversão e reconciliação.

Maximino foi o primeiro a vestir o hábito da nova congregação e faleceu em 1875, ainda jovem. Melania também se entregou à vida consagrada e foi uma das co-fundadoras da Congregação das Filhas do Zelo do Divino Coração de Jesus. Morreu em 1904, com fama de santidade. O Santuário de Nossa Senhora de La Salete, pronto em 1879, tornou-se
ponto de peregrinação do mundo todo. 

Fonte: Paulinas internet