PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Frei Jean faz sua profissão de fé no primeiro dia do tríduo


Frei Augusto Luiz Gabriel, OFM
Frei Gabriel Dellandrea, OFM

O irmão sol já mostrava todo o seu esplendor em terras mineiras quando os missionários se reuniram na comunidade Bom Jesus dos Campos, da cidade de São José da Barra, tendo em vista o primeiro dia do Tríduo (18/11) em preparação para a ordenação presbiteral de Frei Jean Carlos Ajluni Oliveira. 

Não faltou empolgação e, com a 'colaboração' de São Pedro numa manhã agradável, os missionários foram ao encontro da comunidade com muita fé e alegria. Famílias, estabelecimentos comerciais e prédios públicos da agradável vila “dos Campos”, como é conhecida por aqui. E nestes locais não faltaram sorrisos sinceros e acolhedores, experiências de fé profundas e muito aprendizado aos missionários, pois fazer missão não é simplesmente levar algo para as pessoas, mas crescer e amadurecer a fé a partir da comunhão de vida.

O dia terminou com a Celebração Eucarística, às 19h30. Frei Jeâ Paulo Andrade presidiu a celebração e, na sua homilia, refletiu sobre a partilha de dons e, como ele mesmo disse, embora não possua muitos anos de sacerdócio, deixou ao diácono algumas dicas de irmão para a missão em como servir, como presbítero, a Igreja.

Nesse contexto, Frei Jean renovou a sua fé e recebeu de sua mãe, D. Catarina, uma vela acesa no Círio Pascal, onde recordou a sua vocação batismal. E todos foram convidados a renovar a fé em seus corações. 

SÃO JOSÉ DA BARRA

O município de São José da Barra é novo e velho ao mesmo tempo. Sua história se divide em duas etapas: antes e após as águas de Furnas.

O então distrito de São José da Barra situava-se, até início dos anos de 1960, na barra do rio Sapucaí com o rio Grande. Porém, com a construção da barragem da hidrelétrica da Furnas e a consequente inundação da cidade pelo represamento da água dos dois rios, o distrito foi, aos poucos, transferindo-se para o novo local escolhido, aproximadamente cinco quilômetros distante da barragem, ao sul da serra do Juca Leandro, no sítio chamado Água Limpa. O dia 15 de junho de 1962 é considerado a data de transferência oficial da sede da Paróquia de São José da Barra para este novo local, e consequentemente o distrito de São José da Barra. 

A origem de São José da Barra deu-se no século XVIII. Os bandeirantes que partiam do estado de São Paulo e subiam o rio Sapucaí desde de seu início, na serra da Mantiqueira, faziam desta região seu ponto de passagem para o interior de Minas. Eles buscavam o 'ouro das Gerais' e as 'terras de Goiás'. 

Tornou-se distrito em 30 de junho de 1876 e município em 21 de dezembro de 1995. Está localizado na região sudoeste mineira e tem com municípios limítrofes as cidades de Carmo do Rio Claro, Alpinópolis, Guapé, São João Batista do Glória e Capitólio. 

Os habitantes se chamam são josébarrense. O município se estende por 314,3 km² e contava com 6.778 habitantes no último censo. A densidade demográfica é de 21,6 habitantes por km² no território do município.

Fonte: Franciscanos Rondinha