PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Profissão de Frei João no Jubileu da Missão


Com a Imaculada Mãe de Deus exultamos de alegria no Senhor!

Exultamos pela vida de nossa jovem Fundação Imaculada Mãe de Deus de Angola (FIMDA), que completou seus 25 anos de presença franciscana em terras de Ngola Kilwanje Kya Samba, Angola.

É com profunda alegria que, com aqueles nossos irmãos de primeira hora, Frei Plínio Gande da Silva, Frei Pedro Caron, Frei Lotário Neumann, Frei Juvenal Sansão, Frei José Zanchet e outros, nos juntamos à grande festa e dizemos como o anjo à Nossa Senhora: “Sanguluka ni sangumuka” (Alegrai-vos e rejubilai-vos no Senhor).


Exultamos pelo ‘sim’ definitivo de nosso irmão Frei João Baptista Chilunda Canjenjenga, que professou solenemente diante do santo povo de Deus, do Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, do Visitador Geral, Frei Nestor Inácio Schwerz e do Presidente da Fundação, Frei José Antônio dos Santos. Frei João Canta: “Senhor, que queres que eu faça no meio da Ordem Franciscana”? O Ministro Provincial fez ecoar a mensagem do Papa Francisco e do Ministro Geral, Frei Michael Perry: “… Quero recordar-lhes os valores centrais de nossa vida. Primeiro, a nossa relação com Deus, que deve ser sempre cultivada com atenção e amor. Depois, a nossa relação fraterna: a pertença à fraternidade vem antes de qualquer coisa, outra categoria de pertença e também a fraternidade precisa de dedicação total e de empenho evangélico absoluto; não se contentem nunca com uma qualidade de vida medíocre em fraternidade. Ainda, coloquem em prática a simplicidade de vida e sobriedade para dar um maior testemunho ao povo angolano. Enfim, como nos sugere também o Papa Francisco, cuidado para não caírem na armadilha do clericalismo, que não tem nada a ver com a nossa identidade franciscana”. Força FIMDA, força Frei Canjenjenga! A lavra é grande e necessita não de braços cruzados, mas de braços abertos.
Enfim, a festa foi também um verdadeiro ponto de encontro com aqueles que um dia foram formandos ou foram companheiros de caminhada em fase de formação inicial, de diversos institutos religiosos e diocesanos. Que possamos louvar sempre ao Criador, com sua mãe, a Virgem Maria, Mamã Muxima. Obrigado Senhor!

Frei Santana S. Kafunda, OFM, de Luanda, Angola

Fonte: Província Franciscana