PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Santa Clara e a pobreza


Você é convidado a rezar neste 5º dia de novena em honra a Santa Clara sobre a pobreza. Acompanhe:

Clara de Assis tinha consciência de sua vida peregrina, rumo à casa do Pai. Por isso, a exemplo do Cristo pobre e crucificado, quis viver em extrema pobreza ao longo de toda sua existência.

“Ó bem-aventurada pobreza, que àqueles que a amam e abraçam, concede as riquezas eternas. Ó santa pobreza, aos que a têm e desejam Deus prometeu o reino dos céus, e são concedidas sem dúvida alguma a glória eterna e a vida feliz! Ó piedosa pobreza, que o Senhor Jesus Cristo dignou-se abraçar acima de tudo, ele que regia e rege o céu e a terra, ele que disse e tudo foi feito! Pois disse que as raposas têm tocas e os passarinhos têm ninhos mas o Filho do Homem, Jesus Cristo, não tem onde reclinar a cabeça. Mas, inclinando a cabeça, entregou o espírito.” (Santa Clara, Carta a Inês de Praga)

Santa Clara, espelhando-se no Cristo pobre e crucificado, optou segui-lo no caminho da mais alta entrega.

A paixão de Santa Clara por Cristo, marcada pelo despojamento, é um apelo para nos desprendermos sempre mais das coisas deste mundo.

Oremos:
Escolhestes a vida pobre, para melhor seguir a Cristo. Fazei que nós, cercados por um mundo cheio da ganância do ter, tenhamos a coragem de sermos pessoas desprendidas. Que não sejamos promotores de divisões, de injustiças, exploração e sofrimentos para nossos irmãos e irmãs. A partilha nos faça, hoje, sinais de esperança. Amém!

E se nós nos propuséssemos a um gesto concreto neste 5º dia da novena em honra a Santa Clara? Santa Clara é a dama da pobreza e do despojamento. Pense em algo concreto para o dia de hoje ou para o fim da novena. Pode ser uma doação, uma ajuda a alguém que necessita, um abraço, uma reaproximação. Afinal de contas, a pobreza não é apenas a falta de condições financeiras. Paz e Bem!