PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

sábado, 9 de maio de 2015

Maio: mês mariano - Nossa Senhora das Graças


Nossa Senhora das Graças - 27 de novembro

Na Capela das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, em Paris, a humilde Irmã Catarina Labouré, impressionava pelo fervor com que rezava. Em 1830, ela foi agraciada com um ciclo de aparições da Santíssima Virgem. 

A primeira ocorreu na noite de 18 junho, quando na sua cela veio um Anjo e a conduziu à capela onde conversou mais de duas horas com Nossa Senhora, que no final lhe disse: "Voltarei, minha filha, porque tenho uma missão para te confiar". No dia 27 de novembro de 1830 a Virgem voltou a aparecer e "entregou" a Medalha Milagrosa à Irmã Catarina. Esta aparição se deu em três fases, como descreveu a vidente.

A Santíssima Virgem apareceu ereta sobre um globo pisando uma serpente. Entre as mãos tinha um globo menor com uma pequena cruz em cima, mantido na altura do coração, num gesto materno de súplica oferecia-o a Deus. Numa fração de segundo o globo desaparecera e suas mãos se estenderam suavemente para baixo. Os dedos pareciam estar cheios de anéis com pedras preciosas, de todos os tamanhos, pois emitiam brilhantes raios de luz. 

Irmã Catarina, então, ouviu uma voz que lhe disse: "Este globo representa o mundo inteiro e cada pessoa em particular. Os raios são o símbolo das graças que eu concedo a toda pessoa que vem me pedir...". Neste exato instante um quadro oval se formou em volta da Virgem e em letras douradas se lia: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós". Outra vez Irmã Catarina ouviu a voz que lhe disse: "Faça cunhar uma medalha com este modelo; as pessoas que a portarem receberão grandes graças; as graças serão mais abundantes para as pessoas que a portarem com confiança e fé". E a Virgem desapareceu. No mês seguinte, durante suas orações na capela, teve a visão do outro lado medalha. 

Em 1832, o Bispo de Paris autorizou a cunhagem da medalha, cuja primeira tiragem passou pela aprovação da Irmã Catarina Labouré. E assim se espalhou pelo mundo inteiro. A devoção operou graças para a cura dos males do corpo e da alma, além de muitas conversões. Por isso, os fiéis lhe deram o título de "Nossa Senhora das Graças da Medalha Milagrosa" ou apenas "Nossa Senhora da Medalha Milagrosa". O dia 27 de novembro foi escolhido para celebrar sua festa.

Em muitos lugares do mundo, Nossa Senhora das Graças acabou sendo cultuada como Nossa Senhora da Medalha Milagrosa. Inclusive no Brasil, onde inúmeras paróquias dedicadas à Virgem das Graças passaram a festejar a Virgem da Medalha Milagrosa como co-padroeira, tamanha a devoção expressada pelo povo. 

A primeira igreja construída e dedicada à Nossa Senhora da Medalha Milagrosa fica no Brasil, na cidade de Monte Sião, Minas Gerais.


Fonte: Paulinas