PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

terça-feira, 22 de abril de 2014

Dia mundial do nosso planeta!

O Dia da Terra foi criado pelo senador Norte Americano Mark Taylor, no dia 22 de Abril de 1970. Tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.

PAPA FRANCISCO E A PROCLAMAÇÃO DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS
Como agente fiduciário da ecologia
JOÃO PAULO II,
para um registro eterno.

Entre os santos e homens ilustres que tiveram um culto singular da natureza, tão magnífico presente feito por Deus para a humanidade, basta incluir São Francisco de Asis. Ele, de fato, havia muito aprecio todas as obras do Criador e com a inspiração quase sobrenatural, ele escreveu que lindo "Cântico das Criaturas", através do qual, especialmente o irmão sol, irmã lua e as estrelas, prestados o bom Deus todo-Poderoso e devido louvor, glória, honra e toda a bênção.

Portanto, com a iniciativa loabilísima, nosso irmão, o Cardeal Silvio Oddi, Prefeito da Sagrada Congregação para o Clero, especialmente em nome dos membros da Sociedade do Instituto Internacional de Planejamento ecologycal para a vida ambiental e de qualidade, foi exposto à Sé Apostólica esperamos que são Francisco de Assis é proclamado Patrono Celestial de produtores da ecologia.

Portanto, conhecer os pontos de vista da Sagrada Congregação para os Sacramentos eo Culto Divino, por estas nossas cartas perpetuidade, proclamo a São Francisco de Assis, padroeiro celeste de agricultores ecologia, com todas as honras e privilégios litúrgica inerente. Não obstante qualquer disposição em contrário. Então o que temos, ordenando estas letras são religiosamente preservada e ter sucesso no presente e no futuro, o seu pleno efeito.

Dado em Roma, junto de São Pedro, sob o anel do Pescador, 
no dia 29 de Novembro do ano do Senhor de 1979, o II do nosso pontificado.
JOANNES PAULUS PP. II
JOÃO PAULO PP. II
Litterae Apostolicae
sanctos INTER
S. FRANCISCUS ASSISIENSIS caelestis
Patrono OECOLOGIAE Cultorum ELIGITUR


Cântico das Criaturas

Altíssimo, omnipotente, bom Senhor,
a ti o louvor, a glória, a honra e toda a bênção.
A ti só, Altíssimo, se hão-de prestar
e nenhum homem é digno de te nomear.
Louvado sejas, ó meu Senhor, com todas as tuas criaturas,
especialmente o meu senhor irmão Sol,
o qual faz o dia e por ele nos alumias.
E ele é belo e radiante, com grande esplendor:
de ti, Altíssimo, nos dá ele a imagem.
Louvado sejas, ó meu Senhor, pela irmã Lua e as Estrelas:
no céu as acendeste, claras, e preciosas e belas.
Louvado sejas, ó meu Senhor, pelo irmão Vento
e pelo Ar, e Nuvens, e Sereno, e todo o tempo,
por quem dás às tuas criaturas o sustento.
Louvado sejas, ó meu Senhor, pela irmã Água,
que é tão útil e humilde, e preciosa e casta.
Louvado sejas, ó meu Senhor, pelo irmão Fogo,
pelo qual alumias a noite:
e ele é belo, e jucundo, e robusto e forte.
Louvado sejas, ó meu Senhor, pela nossa irmã a mãe Terra,
que nos sustenta e governa, e produz variados frutos,
com flores coloridas, e verduras.
Louvado sejas, ó meu Senhor, por aqueles que perdoam por teu amor
e suportam enfermidades e tribulações.
Bem-aventurados aqueles que as suportam em paz,
pois por ti, Altíssimo, serão coroados.
Louvado sejas, ó meu Senhor, por nossa irmã a Morte corporal,
à qual nenhum homem vivente pode escapar:
Ai daqueles que morrem em pecado mortal!
Bem-aventurados aqueles que cumpriram a tua santíssima vontade,
porque a segunda morte não lhes fará mal.
Louvai e bendizei a meu Senhor, e dai-lhe graças

e servi-o com grande humildade…