PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Precisamos ir ao encontro das pessoas

PAPA FRANCISCO
O Papa Francisco fala da cultura do encontro. Vivemos uns com os outros.Há encontro e encontro. Há esses encontros fugazes. Viajamos ao lado de uma pessoa num coletivo. Por vezes, surpreendentes esses companheiros são como anjos caídos do céu.Importa ir ao encontro das pessoas. Vejamos situações em que uns vão ao encontro dos outros. Vem à minha mente o encontro do Pai da parábola do filho pródigo.


Imagino a dor desse homem. Todos os dias, depois da partida do moço, experimentava um sentimento de dor, de frustração. Afinal de contas, o filho se perdera no mundo.O pai, todos os dias, olhava na direção do horizonte. Quantos dias sem sinal algum. Um belo dia há um vulto que surge lá na volta do caminho. O pai espera um pouco. Depois desce correndo pelos caminhos poeirentos, tropeçando nas pedras. Vai ao encontro do pródigo, joga-se em seus braços, começa a imaginar a festa da volta.


E arrasta o filho para a casa do amor.Outra cena. A menininha está brincando na grama do quintal. O dia vai caindo. A mãe descansa numa cadeira de balanço. A pequerrucha, ao longe, vê a mãe e corre ao seu encontro… as duas correm, se abraçam, se beijam…e a menininha vai colher uma margarida que as duas levarão para ser colocada diante da imagem de Maria, Maria do final da tarde. As duas rezam uma ave-maria e ternamente se abraçam.Dona Alzira, senhora idosa, bem idosa, avisou que vinha nos visitar. Marcamos o encontro na boca do metrô. Saímos a tempo de casa. Sentamo-nos numa beirada qualquer, num lugar em pudéssemos ver o topo da escada rolante. E lá vem Dona Alzira com seus cabelos cinzas e brilhantes e seu jeitinho como dessas senhoras de propagandas de televisão…
























CLIQUE AQUI PARA ABENÇOAR :D

Abraçamo-nos. Protegemo-nos da garoa com um grande guarda chuva de dez reais made in China. Que bom podermos ir ao encontro das pessoas…

Frei Almir Ribeiro Guimarães 
franciscanos.org.br