PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

DESCONFIÔMETRO: VOU MANDAR REGULAR O MEU

Você já ouviu falar em um aparelho chamado “desconfiômetro”? Eu vou explicar melhor. Este termo surgiu a partir de uma brincadeira, como referência a qualquer pessoa inconveniente. Diz-se, então, que ela perdeu o “desconfiômetro” ou que o referido aparelho está quebrado. 

A partir desta afirmação, percebe-se que “desconfiômetro” significa bom senso. Quem está com este aparelho desregulado perde a noção e torna-se uma pessoa chata pelas brincadeiras, pelos comentários ou pelas atitudes infelizes. E o pior, nem desconfia disso. 

Todo mundo está sujeito a cometer um deslize neste campo. Por isso, o mais importante é que cada um cuide bem da medida do próprio bom senso. Se a pessoa sente que seu “desconfiômetro” não está funcionando bem, é melhor que procure consertá-lo o quanto antes. 

Caso seja necessário, pode-se pedir ajuda a uma pessoa próxima ou a um amigo. É bom deixar claro também que ter bom senso não significa ter medo em excesso, ou deixar de manifestar o que se pensa por causa do receio de cometer uma gafe. 

Mais do que isso, é cultivar a sensibilidade para perceber como melhor se portar diante das mais variadas situações que vida impõe a todo ser humano. Pense nisso hoje e procure dar uma revisão no seu “desconfiômetro”.

Frei Gustavo Wayand Medella