PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Encontro de benfeitores em Niterói/ RJ





     Não sei há quanto tempo sou uma Benfeitora Franciscana. Para quê contar o tempo?  Penso que isso não importa.  Conheci o Pró-Vocações e Missões Franciscanas por meio de folhetos entregues na Paróquia Porciúncula de Sant’Ana em Icaraí-Niterói/RJ.
   Templo que frequentava. Lá me crismei e casei. Um dia recebi um convite para participar do II Encontro dos Benfeitores Franciscanos. Decidi ir, pois estava muito triste. Era 13 de novembro de 2011 data correspondente aos festejos de anos de casamento dos meus já falecidos pais.  Logo me senti melhor, acolhida, cheia de fé e esperança . Certa e sem dúvidas que meus pais estão bem e agora vivem nas Moradas do Pai.
   Depois recebi outro convite para participar de um retiro no Seminário Santo Antônio em Agudos/SP de 28 de abril a 1° de maio de 2012. Nunca tinha participado de um retiro espiritual e fui porque queria conhecer e descansar (minha mente e meu espírito).
Precisava ficar mais perto de Deus e sentir o carinho dos amigos franciscanos e dos benfeitores. Tinha finalizado o Doutorado em Saúde Pública e estava esgotada. Sentia que só Deus poderia restabelecer meu equilíbrio, harmonia, paz, forças mental, física e espiritual. Saí de lá maravilhada, restabelecida e muito feliz.
    Outro convite surgiu para participar do III Encontro de Benfeitores Franciscanos em Niterói. Coloquei na minha agenda como uma prioridade (marquei sim, 02 de dezembro de 2012- um dia especial).
     Logo que cheguei encontro meus amigos franciscanos Freis Alvaci e Xandão.  Estava com saudades de todos e de muitos amigos benfeitores que fiz nos encontros.
Frei Alvaci iniciou o evento com uma exposição sobre o número de benfeitores no país por cada estado, a Missão do Pró-Vocações e Missões Franciscanas. Um exemplo de Missão enfatizada foram as realizadas em Angola.
      Logo depois um dos seus amigos de Seminário, Frei Jhônatha fez uma comovente explanação sempre a lembrar de sua mãe que costumava cozinhar e ao mesmo tempo recitava poesias. Ensinou o filho desde pequeno a trabalhar e recitar poesias, como a do nosso saudoso poeta , Mário         Quintana.  O Frei enfatizou a importância dos benfeitores em ajudar os seminaristas, cujas famílias não podem custear até um simples enxoval para frequentarem o Seminário e tornarem-se padres. A ideia da contribuição para os seminaristas surgiu com a venda de cartões que um Frei com talento para desenhar fazia e as paroquianas vendiam.
     Logo muitos começaram a ajudar na formação dos seminaristas que não podem custear seus estudos e estadia no Seminário.
Nas minhas andanças pelo Brasil já vi muitas igrejas, cujos padres só podem realizar missas uma vez por dia ou uma vez no ano.  Notória a importância de contribuir para formação de um maior número de seminaristas.
      Hoje participei do III Encontro dos Benfeitores em Niterói com muita alegria no coração.
    Frei Alvaci me concedeu a graça de levar o Menino Jesus até o altar onde a manjedoura  já estava quente e fofa pelos pedidos dos participantes escritos em papéis dobrados  e realizados durante a Santa Missa.

   Quando peguei nos meus braços o Nosso Menino Deus fui arrebatada por forte emoção que tomou conta de mim. Jesus estava ali, humano, frágil e dependente, como todos nós.
 Outro momento maravilhoso foi o da comunhão. Todos nos aproximamos do altar e aos poucos , introspectivos e numa fila silenciosa,  com nossas próprias mãos  tocamos na hóstia, molhamos no vinho e   comungamos.
    Após a Missa fomos até o Altar da Paróquia para uma foto de todo o grupo. A alegria já tinha contagiado os participantes do III Encontro de Benfeitores.
O almoço foi também uma partilha de conversas e reencontros.
   Volto para a minha casa renovada. Deixei no altar minhas dores, sofrimentos, mágoas, amarguras, rancores, dificuldades de pedir perdão e perdoar...
Permiti (pois o Mestre Jesus é gentil e manso e bate à nossa a porta) que a LUZ entrasse no meu coração.
       Assim mais um ano se foi.  Já estamos em dezembro...
E tenho certeza que no ano de 2013 terei novas oportunidades de continuar meu caminho e seguir os passos do Mestre Jesus. Pecadora e santa, mas com grande fé, muita esperança e vontade de realizar muitas obras nas searas do Pai.  Uma delas como Benfeitora do Pró-Vocações e Missões Franciscanas, como também contribuir para que mais benfeitores juntem-se a nós. Paz e Bem!
     Márcia Moisés – Benfeitora franciscana
     http://www.pvf.com.br/