PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Missa de Ação de Graças pelos jubileus da Província



Moacir Beggo
São Paulo (SP)- O restaurado Convento São Francisco, que neste ano festeja 370 anos de vida, no centro da capital paulista, acolheu os frades jubilandos da Província Franciscana da Imaculada Conceição para celebrarem os seus jubileus e a Padroeira neste dia 8 de dezembro, sábado, às 10h30, na Missa de Ação de Graças presidida pelo Ministro Provincial Frei Fidêncio Vanboemmel. Já o Vigário Provincial e Moderador da Formação Permanente, Frei Estêvão Ottenbreit, apresentou os jubilandos.
Na verdade, esta celebração encerrou o encontro dos Jubilandos, que começou no dia 6 e, neste ano, reuniu frades de vida religiosa de 71, 70, 65, 60, 50 e 25 anos e frades de 50 e 25 anos no sacerdócio. No dia 7, a programação previa uma celebração no Mosteiro da Luz às 16 horas, mas devido ao falecimento de Frei João Pflanzer, os jubilandos participaram da Missa de Exéquias no Cemitério do Santíssimo Sacramento. Além do Guardião e Reitor do Convento São Francisco, Frei Salésio Hillesheim, estavam presentes os Definidores Frei Mário Tagliari e Frei José Francisco de Cássia dos Santos, e frades das fraternidades de São Paulo.
Frei Fidêncio lembrou da importância desse momento de ação de graças na Província. “Creio que celebrar o jubileu é olhar, sim, para o passado, de 25, 50, 60, 70 anos de caminhada e, creio que nós, religiosos, como todos os cristãos, hoje mais do que nunca, necessitamos ter dentro de nós a nitidez da fórmula que um dia professamos. Não a fórmula elaborada juridicamente, mas aquilo que está na essência da nossa profissão religiosa e também aquilo que está na essência do nosso compromisso sacerdotal”, destacou.

Fidêncio Vanboemmel, Ministro Provincial
Citando a Carta  aos Efésios (Ef 1,3-6), na qual o Apóstolo Paulo diz que o Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo nos escolheu, nos chamou, antes da fundação do mundo para sermos santos e irrepreensíveis, Frei Fidêncio lembrou que para sermos santos, imaculados, precisamos cada dia de novo renovar dentro de nós mesmos o sentido mais profundo da obediência a Deus. “Quando isso não está claro dentro de nós, experimentamos continuamente a fala das serpentes que nos cercam. E quantas vezes corremos esse risco de ceder”, explicou, acrescentando: “Porque nós, religiosos e sacerdotes, temos que ter clareza de que existem serpentes ao nosso redor, que nos provocam, que nos estimulam, que tentam inverter o mandato de Deus. Quantas vezes nós corremos o risco de ceder e aí, sim, experimentamos o quanto estamos vazios naquilo que nós, voluntariamente, professamos a Deus e naquilo que, voluntariamente, também professamos dentro da Igreja no compromisso sacerdotal”, enfatizou. “Por isso vamos, hoje, nesta solenidade da Imaculada Conceição, nos colocar diante dessa vocação originária de todos nós: Deus nos escolheu para sermos também como a Mãe de Deus, santos e imaculados sob o seu olhar, isto é, cheios de graça, de encanto, de beleza”, completou.
Logo depois da homilia de Frei Fidêncio, começou o rito da renovação dos votos religiosos. Muitos frades jubilandos vieram de longe para celebrar este momento, como Frei Olavo Seifert, 71 anos de vida religiosa. Aos 93 anos, Frei Olavo veio do Rio de Janeiro; Frei Cássio Vieira de Lima (70 anos de vida religiosa) e Frei Raul Budal da Silva (60 anos de vida religiosa) vieram de Curitiba; Frei Anselmo J. München (65 anos de vida religiosa) veio de Ituporanga (SC); e Frei Euclydes Pezzamiglio (60 anos de vida religiosa) reside na Vila Clementino, em São Paulo (foto 11 das imagens abaixo). Cada frade, com a vela acesa, renovou o compromisso da vida religiosa.
Este compromisso também foi renovado por Frei Álido Rosa e Frei Nélson Bernardes Martins (50 anos de vida religiosa), por coincidência os dois missionários a serviço da Custódia das Sete Alegrias de Nossa Senhora, no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (foto 12).
Quem veio de muito longe ainda foi Dom Bernardo Johannes Bahlmann, bispo de Óbidos, no Pará, que celebrou os 25 anos de vida religiosa com os seus confrades Frei Athaylton Jorge Belo, Frei Osmar Dalazen e Frei Walter Ferreira Júnior (foto 15).
O compromisso da vida sacerdotal foi renovado por Frei Alberto Beckhäuser, Frei José Bertoldi e Frei Josué Celante (50 anos, na foto 14) e Frei Lindolfo Jasper e Rozântimo Antunes Costa (25 anos, na foto 17).
Frei Alexandre Rohling (foto 19) também fez a renovação dos votos temporários diante do Ministro Provincial. Ao final da celebração, os jubilandos participaram de um almoço de confraternização.
http://www.pvf.com.br