PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

sábado, 2 de junho de 2012

Santo Antônio - Franciscano


Por Thiago Damato

     Santo Antônio é um símbolo de conversão e devoção à Ordem Franciscana. Cônego Agostiniano , acostumado a uma rotina de oração e estudos, o jovem sacerdote encantou-se pela simplicidade do modo de vida franciscano, quando alguns dos primeiros discípulos de Francisco se hospedaram no famoso Convento de Santo Agostinho. A humildade daqueles visitantes inquietou o coração de Antônio que passou a repensar seu modo de servir ao Cristo. O estopim para que realizasse o desejo de ser tornar frade menor foi o martírio de cincos irmãos menores que haviam ido pregar no Marrocos. Assim, respondendo ao chamado divino que recebera, Frei Antônio ingressou na Ordem dos Menores.
     Apesar de sua douta formação, Santo Antônio numa demonstração de que havia mesmo incorporado o carisma, jamais comentou com seus confrades sobre seu espetacular conhecimento como teólogo; e sempre serviu à Ordem com muita devoção, sendo durante muito tempo o padeiro dos conventos por onde passou. No entanto ,certo dia, em um encontro marcado entre Franciscanos e Dominicanos, o superior da Ordem dos Pregadores , que iria fazer umas admoestações não apareceu. Logo, por uma questão de gentileza, o frade responsável pelos menores penitentes foi convidado a pregar; porém ele, muito humildemente, recusou-se, e fazia questão em dar a palavra aos Dominicanos. Resolvido o empecilho, o Frei superior ordenou que Santo Antônio fizesse uma pregação. Eis que , para espanto e alegria de todos, o inocente orador fez um discurso belíssimo, deixando todos os corações ouvintes impregnados pela Palavra do Senhor.
     A fama de insigne pregador alastrou-se rapidamente , e Antônio foi o primeiro a quem São Francisco autorizou que ensinasse teologia aos frades.A tradição diz que o Santo recebeu a alcunha de o ” Martelo dos hereges”, pois seu espírito missionário e a força de sua pregação convertiam qualquer um aos ensinamentos do Redentor.Talvez o mais correto teria sido chamar Antônio de “Martelo da Heresia”, porque ele, pela misericórdia divina, jamais quis combater os pecadores, mas sim o próprio pecado,  heresia em si.
    O santo homem de Pádua realizou muitos milagres por força do Espírito Santo, porém há um que desperta especial atenção: Logo após a passagem de Francisco, abriu-se uma grande discussão na Ordem sobre o testamento do pobrezinho de Assis. Era ou não um adendo à Regra? Frei Antônio foi escolhido para falar acerca do assunto perante o Papa e o Colégio dos Cardeais , com Bispos vindos de várias partes do mundo. Eis que o Santo fazendo sua explanação em espanhol foi compreendido por cada um dos presentes pelos seus respectivos idiomas de origem. Um episódio divinal que nos remete à Pentecostes, e nos ajuda a entender o fato de Santo Antônio ter sido canonizado onze meses após seu falecimento. Não é à toa que ao lado de Francisco e Clara, Antônio é um dos pilares eternos da Ordem dos Menores.


Thiago Damato é da Fraternidade Jufra - Porciúncula.