PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

MARIA – O ELO DE UNIÃO

MARIA – O ELO DE UNIÃO
Frei Atílio Abati,ofm.

         Deus ao humanizar-se fez seu encontro de convergência em Maria, para encontrar-se com os homens, unindo-se a eles, viver sua vida e com eles conviver, a fim de apontar-lhes o caminho para o Pai. Portanto, em Maria, Deus se comunica, se auto-dá e se faz presente entre nós. Em Maria, Deus iria restaurar o equilíbrio, concretizar as esperanças, libertar e salvar.
         Maria sabia que seria vital e decisivo o seu Sim para a humanidade. Mas Maria, a Mãe de Jesus, não retém seu Filho, egoisticamente para si, não se apossa como se fosse propriedade sua, mas reparte-o, entrega-o aos homens. Assim, seu Filho seria o Pontífice, a ponte a unir os desunidos, os desencontrados, os divididos. A unir os homens entre si, a criatura ao Criador, o pecador ao Santo, enfim, a unir o presente à eternidade.
         Hoje, Nossa Senhora, possuída de Deus continua a realizar maravilhas junto ao seu povo e aos seus filhos e filhas, acalentando-lhes a caminhada, confortando-lhes a esperança, reanimando-lhes a fé e conduzindo a todos para o Pai.
         Portanto, Deus fez e faz maravilhas em Maria, mas continua a fazê-las em nossas vidas. É esta certeza que derrama coragem em nossa peregrinação, nos anima olhar os dias que nascem e as noites que nos envolvem como o tempo que Deus escolheu para operar seus prodígios.
Devemos saber que o lugar onde estamos é o lugar eleito por Deus  para manifestar suas maravilhas. Basta perscrutar o nosso íntimo para percebermos que fomos escolhidos como Maria, a serva humilde, para sermos nós também esta pessoa para a qual Deus volve seu olhar.
         Com Maria, nossa Mãe, devemos acreditar que mais forte do que as forças do mal é o poder de Deus. Mais fiel que todas as fidelidades é a fidelidade de Deus. 
         Com Maria, a Mãe do Senhor, nossa presença humilde infiltre as veias do mundo de nova vida, renove a sociedade saturada do egoísmo, purifique o mundo contaminado pelo pecado, transforme o ar intoxicado  pelas injustiças e evidencie eternidade nos nossos gestos de amor.
 Assim, caro amigo e amiga, poderemos exclamar: “Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta em Deus meu Salvador, porque o Senhor fez em mim maravilhas” Lc 1, 46-49