PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Visitação de Nossa Senhora!

Maria visita sua prima Isabel!

Estamos no ultimo dia do mês de maio, mês este dedicado às mães e dentre elas, recordamos com carinho a Santa Mãe de Deus e da Igreja: Maria. Com ela testemunhamos e celebramos juntos a alegria de sermos filhos de um mesmo Pai e irmãos na mesma fé. Maria nos revela a doçura, a entrega e o amor de todas as mães, sinal visível de um amor feito doação. É com ela que chegamos até você querido benfeitor e benfeitora neste mês especial.
Ao receber a visita do anjo, além do grande anúncio de que seria ela a mãe do filho de Deus, Maria fica sabendo que sua prima Isabel, estava no sexto mês de gravidez, a mesma Isabel, que era considerada estéril por todos. Maria ao saber da novidade se coloca a serviço, tomada pela pressa, nascida pela felicidade e pela maravilha que Deus realizara em Isabel, põe-se a caminho. Esta força que nasce do coração da mãe Maria, a impele a cruzar estradas, subir montanhas para encontrar sua prima e a servir. O relato do encontro é sublime, porque sublime foi a doação de vida destas duas mulheres.
Afinal de contas, elas traziam em seus ventres, uma o grande profeta João Batista e a outra, o Messias esperado com ânsia por todos: Jesus Cristo, o Senhor. Por isso, Maria não subiu às montanhas para dar um passeio, ou divertir-se, ou para fazer turismo, mas subiu para encontrar-se com sua prima, para visitá-la, para prestar-lhe sua ajuda, para oferecer-lhe sua presença e levar-lhe o calor de seu Filho, envolto ainda no seu seio materno.
Maria é a missionária a levar uma mensagem de esperança, de amor e de fé. Vamos também nós abrirmos nossos corações, derrubar as barreiras do egoísmo e quebrar o gelo que nos separa de Deus e dos irmãos e irmãs e, intimamente, pular de alegria, emocionar-nos e estremecermos como se emocionou , estremeceu e rejubilou-se João Batista no seio de Isabel.
Mas para que o encontro se realize e se consolide em nossa alegria, é preciso subir, pois fomos feitos para o alto, fomos talhados para o infinito, fomos criados para o além e fomos formados para ultrapassar-nos, até chegarmos a Deus. Não podemos jamais dizer um não consciente a Deus, nem fechar-se diante dos canais da graça, nunca resistir aos convites do Criador, não acomodar-se a um cristianismo fácil e cômodo, nunca trairmos nossa fé, nem desinteressar-nos das coisas de Deus, não se contentar com pouco, porque se procedemos assim jamais subiremos.
Caro amigo e amiga, não vamos brincar com a salvação eterna, não podemos ser indiferentes, nem neutros em questão de fé. Como devotos de Nossa Senhora não deve haver mais escolha, já nos definimos por Cristo, agora nos resta, a exemplo de Maria, assumir e comprometer-nos com Ele. Assim, nossa Mãe se torna sinal de esperança e de conforto. Ela foi agraciada por seu Filho porque acreditou e viveu sua fé, com fidelidade. Portanto, ela é para nós modelo de vivência cristã.

Frei Atílio Abati, ofm