PESQUISAR TEMAS E ARQUIVOS DO BLOG

quarta-feira, 9 de março de 2011

Tempo da Quaresma

O tempo da Quaresma vai da 4ª feira de Cinzas até a Missa da Ceia do Senhor, exclusive. É o tempo para preparar a celebração da Páscoa. "Tanto na liturgia quanto na catequese litúrgica esclareça-se melhor a dupla índole do tempo quaresmal que, principalmente pela lembrança ou preparação do Batismo e pela penitencia, fazendo os fiéis ouvirem com mais frequência a palavra de Deus e entregarem-se à oração, os dispõe à celebração do mistério Pascal" (SC 109).

Para recordar1. Durante este tempo, é proibido ornar o altar com flores; o toque de instrumentos musicais só é permitido para sustentar o canto. Excetuam-se o Domingo Laetare (4° Domingo da Quaresma), bem como as solenidades e festas;
2. A cor do tempo é roxa. No domingo Laetare, pode-se usar cor de rosa;
3. Em todas as missas e ofícios omite-se o Aleluia;
4. Nas solenidades e festas somente, como ainda em celebrações especiais, diz-se o Te Deum e o Glória;
5. As memórias obrigatórias que ocorrem neste tempo podem ser celebradas como memórias facultativas. Não são permitidas missas votivas;

Campanha da FraternidadeA Conferência Nacional dos Bispos do Brasil promove, todos os anos, durante a Quaresma, a campanha da fraternidade, cuja finalidade principal é vivenciar e assumir a dimensão comunitária e social da Quaresma. A Campanha da Fraternidade ilumina de modo particular os gestos fundamentais desse tempo litúrgico.
Neste ano, o tema da Campanha é: Fraternidade e a Vida no planeta; e o lema: "A criação geme em dores de parto"(Rm 8,22).

Oração, Jejum e CaridadeEstes são os três pilares, sobre os quais se baseia a nossa preparação para a Páscoa. Não podemos esquecer a grande relação que existe entre ambos.
Em primeiro lugar a Quaresma nos convida à oração, ou seja, a estarmos mais íntimos e próximos de Deus. A oração nos convida a intensificarmos nossa "relação com Deus";
Somos chamados também ao jejum, que nada mais é do que o modo como nos "relacionamos com as coisas", com tudo que nos foi dado, com a criação, com os dons e bens que temos. Jejum não é só não comer muito, mas é ter uma "relação sadia com as coisas";
E enfim, somos chamados a caridade, a esmola, ao desapego. A partir do momento em que estamos bem diante de Deus, bem com as coisas que nos foram dadas, conseguimos nos abrir para a "relação com os outros". Assim, a Quaresma é esse tempo forte de olharmos para dentro de nós e nos prepararmos bem para a grande festa da Ressureição do Senhor.